Bartpapo com Geraldo Câmara

RACISMO INGLÓRIO

Bartpapo com Geraldo Câmara 14 de junho de 2024

Certamente o racismo acaba de escrever uma derrota formidável e o que é mais importante, em terras espanholas. Três torcedores em campos daquele país foram condenados a prisões por terem ofendido o nosso jogador brasileiro Vinícius Jr. Arrogantes, agressivos, talvez não esperassem que Vini Jr tomasse as atitudes que tomou levando à frente pelo meios jurídicos a sua defesa como de resto a defesa generalizada de uma tese que visa o respeito a outras raças que não a branca; que estreita as relações principalmente no esporte e que reestabelece a dignidade profissional e humana a tantos pretos que jogam e trabalham em campos de todo o mundo. O exemplo de Vini que não se atemorizou, que teve personalidade suficientemente forte para levar a frente um processo em país que não o dele cria uma marca indelével para o futuro no sentido de que todos devem ser respeitados, não pela cor da pele, mas, sobretudo pelo caráter e decência de suas ações.

É evidente que uma lamentável cultura que vem de séculos atrás não consegue ser diluída da noite para o dia, mas o prosseguimento de ações que demonstrem que ainda pode haver justiça, que as coisas não são tão fáceis como eram, que as ofensas não são mais tão aceitas e que a justiça, não importa de que país já está atenta a esses atos criminosos e o que é mais importante, disposta a repeli-los, a julgá-los e a condená-los como não acontecia há pouco tempo atrás. Importante saber que foram voz e ação de um brasileiro, de um jogador que teve personalidade suficiente para enfrentar o rigor de um tribunal estrangeiro que nos levou a uma nova reflexão de que nem tudo está perdido e que é preciso lutar sempre com garra e coragem contra este tipo de execrável discriminação e que a partir de agora já não existe a descriminação em assuntos dessa natureza.

No final do Século XVIII, a princesa Isabel, então no trono brasileiro teve a coragem que seu pai não teve e assinou a Lei da Abolição acabando com a escravidão no Brasil. Fim de Império e ela sabia disto foi tão mais corajosa do que todo um período em que os escravos negros foram barbaramente sacrificados em nossas terras. Faltou-lhe tempo para tomar atitudes mais poderosas e, com isto, a escravidão escondida continuou durante muitos anos. Mas o mais importante de analisar é que a revolta das classes conservadoras da época continuou a se utilizar dos serviços dos ex-escravos mas o regime de escravatura continuou disfarçadamente por muitos anos afora. E aí, como a cor da pele era a identificação da raça outrora escravizada continuaram a ser tratados como párias da sociedade intensificando a revolta dos “senhores” e implantando anos a fio, até os tempos de hoje, essa horrenda política a que se denominou de racismo.

O trabalho que vem sendo feito e surtindo parte do efeito, a criminalização dos atos que identificam essa violência, as políticas públicas de integração em toda a sociedade, o término de separações e alienações dos pretos, tudo isso vem influenciando de maneira positiva para que não aconteça e, aqui no Brasil temos tido alguns exemplos muito bons de total integração. Até pouco tempo as novelas brasileiras não se utilizavam muito de atores e atrizes pretos. No entanto, nos dias de hoje, não existem separações, uma atitude perfeita das emissoras para definir que todos são absolutamente iguais na arte da interpretação e que casais de cores opostas podem e devem conviver com absoluta harmonia, inteligência e sem nenhum tipo de discriminação racial.

Por tudo isto e muito mais, este artigo começou com um jogador de futebol famoso, como o Vini Jr, mostrando que o seu exemplo ultrapassou as fronteiras brasileiras e que deverá ser prolongado por todos os países de raça ariana para que um dia o título deste artigo tenha o melhor dos sentidos: “Racismo Inglório”.





FOTONOTAS

 DOUGLAS APRATTO – Vamos tirar o chapéu para este homem fantástico da cultura, da história, do bem saber. Douglas não diz totalmente o que é porque seus nerônios nem dão tempo para que ele se exalte. Com obras maravilhosas publicadas, algumas em conjunto com a grande Carmem Lúcia, além do mais ocupa-se o homem em ser um dos dirigentes do Cesmac contribuindo vastamente para a formação de novas cabeças para o nosso estado. Alie-se a isto tudo uma simpatia e uma comunicação invejáveis e aí está um pouquinho só do grande Douglas.

ALEXANDRE LINO - Alexandre é um jornalista de primeira linha e que dá orgulho a seus pares e à instituição que hoje dirige, o importante Sindicato dos Jornalistas de Alagoas. De uma simpatia total, sempre acessível a tudo e a todos, Alexandre coloca seus conhecimentos sempre a disposição da sociedade alagoana com assuntos pertinentes e sempre democraticamente exibidos. É daqueles que sabem dar vez e voz a todos visando sempre o nosso querido estado de Alagoas. Conversar com Alexandre Lino é sentir-se à vontade para saber mais e mais.






PARE PRA PENSAR
(do meu livro do mesmo nome)

Viver a vida é saber identificar seus momentos bons e ruins e administra~los da maneira mais correta, significativa e proveitosa.





ALERTAS DO DIA


* Quem foi que inventou de fazer uma Feira de Empreendedores nos Flexais eu não sei. Só sei que ali está instalada uma área perigosa e a prova disso é que foi informado de que durante a tal feira foram sentidas manifestações de tremores de terra e que algumas casas tiveram paredes rachadas. Tudo por culpa de uma Braskem que insiste em não reconhecer o perigo naquela área. Seria bom que a Defesa Civil se manifestasse e que o Ministério Público começasse a exigir explicações da empresa que já causou tanto prejuízo.

* Talvez que, com o apelo do presidente Lula e a liberação de verbas específicas, quando da reunião que aconteceu com todos os reitores do país a greve acabe e as coisas melhorem. No entanto, gostaria de assinalar que cortes de verbas nas instituições educacionais, sobretudo nas de ensino superior não poderiam e nem deveriam acontecer porque este país precisa de cabeças pensantes e devidamente formadas e estimuladas para cuidarem com precisão e competência de todos nós. Não é possível que as universidades sejam penalizadas e, com isto a educação. Retrógrados de plantão.

* Agora foi a vez do grande Anivaldo Miranda, coordenador de Meio Ambiente da Bacia do São Francisco falar da ignorância da já famosa PEC das Praias que vai dar título de propriedade no que antes eram terrenos de Marinha para que os novos proprietários possam construir grandes “resorts”, por exemplo e criando muitos e muitos problemas ambientais. Anivaldo coloca em suas considerações o que poderá ser afetado na Bacia do São Francisco e não são poucas as suas justificativas. Mas, o que dizer? A privatização das praias, parece que virá ainda que muitas bocas estejam nos trombones.

* “A grande Briga” deverá ser o filme que se avizinha e com atores todos de Alagoas liderados pelo presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira e pelo prefeito JHC, de Maceió. O tema é a eleição para prefeito e depois para governador, senador e etc. Tudo por conta da escolha do vice nas eleições de outubro. Lira querendo indicar e JHC teimando em colocar o senador Rodrigo Cunha que renunciaria ao seu mandato dando margem à posse de Eudóxia, sua suplente e mãe do atual prefeito. Briga grande com resultados, sei lá quais!





POR AÍ AFORA

# Entre os vários simbolismos da vitória histórica de Claudia Sheinbaum – a primeira mulher presidenta na história do México, eleita no domingo, 2 de junho –, um deles se destaca: sua longa carreira científica e suas promessas de guinada em prol de uma agenda climática sustentável. Para pesquisadores da área, o perfil de Sheinbaum pode ser um ponto de virada para os rumos da governança ambiental no segundo maior país da América Latina. Comentários de Lucas Berti e Mauricio Brum da Agência Pública do México.

# O presidente da França, Emmanuel Macron, anunciou a dissolução do Parlamento e convocou novas eleições em dois turnos, para 30 de junho e 7 de julho. A decisão foi divulgada após o anúncio dos resultados das eleições europeias, no qual o seu partido foi derrotado pela sigla de sua rival Marine Le Pen, política populista de extrema direita. "A França precisa de uma maioria clara para agir com serenidade e harmonia", declarou ele em uma mensagem histórica à nação após a vitória dos nacionalistas do Rassemblement National no pleito para renovar o Parlamento Europeu.

# A Itália registrou uma abstenção recorde nas eleições europeias no país, a primeira na história da República em que menos de 50% dos eleitores com direito a voto foram às urnas, apesar da disputa ter reunido muitos líderes partidários. Segundo dados definitivos divulgados pelo Ministério do Interior da Itália, a participação no pleito realizado nos dois dias do último fim de semana foi de 49,69%. O número significa que, pela primeira vez em uma eleição na União Europeia (UE), menos de metade do eleitorado italiano exerceu o seu direito de voto.



ATÉ A PRÓXIMA
Amanhã, sábado é dia de “BARTPAPO com Geraldo Câmara”. Na BAND, canal 38.1 aberto; NET CLARO, canais 18 e 518; BRISANETE, canal 14; VIVO, canal 519. Das 9 às 10h da manhã. Assista e inscreva-se também pelo Youtube no canal “Programas do Geraldo Câmara”. Fale conosco pelo geraldocamara@gmail.com ou pelo Whats’App 82 99977-4399